A Construção do Livro: o Caso Pinguela







Toda peça de design gráfico começa com um conceito. Segundo Paul Rand, “O bom design é a expressão sucinta e simplificada de um conceito em forma visual. Quando é realmente bom, chega a dar nova dimensão ao lugar comum”. Rand, considerado o Picasso do design, criou alguns dos logotipos mais duradouros da cultura visual do ocidente, como os das marcas IBM e da rede de televisão ABC.


No caso do livro Pinguela: a maldição do vice, o próprio título, bastante sugestivo, já apresenta o maior perigo que um designer pode enfrentar: a obviedade. Tentando desviar-me dela, ou, pelo menos, subvertê-la, busquei uma imagem poética no poema The waste land, de T. S. Eliot.


Essa terra arrasada é o Brasil, representado por uma textura de matéria em estado de deterioração. Sobre esse fundo, tracei desenhos a mão livre no Corel Painter, com uma tablet da Wacon. Apenas linhas em preto sobre um fundo ocre. Ao ocre, somei áreas em vermelho e em preto, texto em branco e chave cromática reduzida, com as cores em harmonia consonante, mais um contraste absoluto de valores: o preto e o branco.

O desenho delineia três elementos gráficos significativos: no alto, uma cadeira vazia olha também para o vazio, onde os ilegítimos planejam seus golpes e falcatruas. Ao centro, a própria pinguela ligando o nada a lugar algum. Na base, um navio naufragando, símbolo inequívoco de nossa condição política e social. Pouco acima da pinguela, um brasão da República flutuando sem rumo.


Confesso que não foi bem isto o que o autor do livro interpretou, o que faz parte do processo quando se trabalha com conceitos gráficos que se inscrevem no limite entre a arte e o design. Essa, uma relação cara à Casa da Mão.


Para a família tipográfica, busquei referências nas máquinas de escrever, pois se trata do livro de um velho jornalista.


Aqui, política, jornalismo, design e poesia constituem um todo integrado, condição de todo bom design.


Em Brasília, no último dia de agosto de 2018, pensando em votar no PCO.

44 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2017 by Casa da Mão

Brasília, Brazil

acasadamao@gmail.com

+55 61 99239 9779

visite nossa página

  • Facebook Social Icon

Casa da Mão: Arte, Design e Educação